Samba Funkeado

Samba Funekado (Samba Jimmy)

O ritmo atualmente conhecido como “Samba Funkeado” é um novo estilo, mais elaborado e ousado de Samba de Gafieira. Foi criado pelo professor e coreógrafo “Jimmy de Oliveira” do Rio de Janeiro.
Mesmo o samba de gafieira tradicional não tem uma unidade padrão, e com isso a dança evoluiu de diferentes formas no decorrer do tempo.
O samba tradicional, tem duas linhas: uma mais clássica – com postura, mais “fino” (Jaime Aroxa) e outro mais popular, mais corporal (João Carlos Ramos). E atualmente populariza-se mais um novo jeito de dançar o samba, o Samba “Estilo Jimmy” – Ou Samba Funkeado.
O estilo se difere do tradicional e antigo samba por trazer toda uma inovação de esquema corporal, didática, musicalidade, contagem, música, movimentações e dinâmica… Claro que não podemos esquecer do tradicional e ressaltar que hoje só existe o estilo funkeado porque um dia o próprio criador teve contato “intenso” com o estilo tradicional.
Como tudo em todo processo criativo evolui, Jimmy “transcreveu” e fez uma nova “releitura” do samba já dançado, “estilizou” alguns movimentos que já existiam e criou outras movimentações expressadas a partir da sua habilidade musical e sentimental, determinando assim um novo conceito…
Com a influência do Hip Hop, do Jazz e outras variantes musicais, ele desenvolveu uma nova “forma de expressão”, onde as linhas corporais fogem totalmente do convencional, o esquema corporal desenvolvido busca não somente estética, linha e fluidez, vai muito além disso, o novo estilo busca sentimento, interpretação, “a procura da batida perfeita”, o encaixe corporal (dissociação de cinturas, encaixe do quadril), o “abraço”, a importância de dançar junto.
Este samba mudou drásticamente as posições-base do samba tradicional, trabalha-se linhas, diagonais, explora-se a música em todas as suas variantes (batida forte, fraca, pausa, contratempo, melodia, voz, instrumentação) e sua execução é tão abrangente que possibilita a transformação de uma comunicação corporal real em virtual ou vice-versa.
Tecnicamente o que se executa dentro deste estilo são: contrações, torções, encaixe e desencaixe, dissociação de cinturas, flexões, extensões e musicalidade. Não são todas as pessoas que conseguem executar as movimentações que o estilo exige e isso se dá pela limitação fisíco-anatômica de cada um (envergadura, amplitude de movimento, biomecânica do movimento e coordenação), além é claro, daqueles que não possuem o “feeling”, o dom de sentir a música em sua totalidade…
O Samba Funkeado se populariza a cada dia e chega ao ponto até mesmo de acrescentar algumas movimentações ao samba tradicional, fazendo o movimento oposto.
As músicas para dançar samba funkeado variam, mais podemos destacar alguns samba rocks e (principalmente) musicas que mesclam o samba com batidas eletrônicas de hip hop, rap e funk americano.

Origem: A Liga do Samba.